A forma da vulva influencia no orgasmo vaginal. Venha conferir!

É preciso compreender a anatomia do corpo feminino e conhecer as diferentes formas de vulvas existentes, para compreender se isso pode influenciar no orgasmo vaginal, oferecendo um maior prazer na hora do sexo.

Existem diversas terminações nervosas espalhadas por toda a vulva, que permitem que a mulher possa chegar a diversos tipos de orgasmos diferentes e, para que isto aconteça, é preciso sempre explorar e conhecer bem seu corpo.

Veja a seguir e entenda se realmente a forma da vulva influencia no orgasmo vaginal, para compreender como aproveitar a anatomia de seu corpo para sentir mais prazer na hora do sexo.

A-forma-da-vulva-influencia-no-orgasmo-vaginal

Saiba se realmente a forma da vulva influencia no orgasmo vaginal

Muitas mulheres relatam dificuldades de chegar ao orgasmo na hora do sexo e isso acontece principalmente devido à falta de exploração de seu corpo, com a ausência da masturbação.

Mas, apesar da falta da masturbação e conhecimento do próprio corpo ser grande responsável pelo orgasmo vaginal, outro ponto que pode ser muito importante para que o prazer feminino aconteça, é a anatomia de sua vulva.

Existem diversos tipos de anatomias diferentes para o corpo feminino e o grande responsável por influenciar o resultado do prazer na hora do sexo é o clitóris.

Esta região da vulva pode ser essencial para os resultados de prazer, principalmente nos casos em que a vagina se encontra um pouco mais distante da região do trato urinário que o comum.

Nestes casos, é preciso que todas as terminações nervosas da vulva sejam exploradas e conhecidas, pois isso poderá ter um papel essencial no orgasmo vaginal.

A Forma da Vulva influencia no orgamos vaginal

Veja como conhecer seu ponto de prazer e chegar ao seu ápice na hora do sexo

O orgasmo feminino pode ser um grande desafio, principalmente porque as mulheres sempre foram ensinadas a não explorar seus corpos, evitando a sua zona de prazer.

Mas, independente da anatomia de sua vulva, existem algumas técnicas que podem ser essenciais na hora de chegar até o orgasmo vaginal, oferecendo mais prazer no sexo. Confira estas técnicas e dicas para colocar em prática:

  • Veja a sua vulva e conheça seus principais pontos de prazer

Uma grande dica para entender melhor seus pontos de prazer, é se olhar no espelho e enxergar sua vagina como ela é de fato, conhecendo a sua anatomia.

Isso mesmo! Muitas mulheres têm um grande tabu sobre a sua vagina, mas se olhar no espelho pode ajudar a alcançar este reconhecimento.

  • Se toque!

A masturbação é essencial para o descobrimento do corpo e o prazer, principalmente na hora do sexo.

Quando a mulher conhece os pontos principais de prazer em sua vagina, é muito mais fácil mostrar ao seu parceiro ou parceira, conduzindo-os pelo seu corpo e mostrando quais onde é mais favorável para que este local seja estimulado até a chegada do orgasmo.

  • Use Vibrador!

O uso do vibrador é muito importante para a descoberta do orgasmo ou até mesmo para potencializá-lo. Geralmente a mulher demora em média 14 minutos para chegar ao ápice. Porém quando usa um vibrador ela consegue atingir em até 7 minutos. O vibrador ajuda a reduzir em 50% o tempo para atingir o orgasmo. Além disso ajuda mulheres que nunca tiveram a ter orgasmos independentemente da forma da vulva.

A-forma-da-vulva-influencia-no-orgasmo-vaginal

Veja aqui alguns tipos de vibradores

  • Entenda suas fantasias

Compreender suas vontades dentro do sexo e se soltar para que elas sejam realizadas pode ser muito bom para desenvolver o prazer, até mesmo nos casos em que a anatomia da vulva ainda não é tão conhecida.

Fazer as pazes com seu corpo e explorar sua vulva é a melhor forma de entender os pontos de prazer, sendo essencial para que o sexo tenha seu desempenho ainda melhor e a mulher possa chegar ao orgasmo vaginal com mais facilidade, estimulando suas fantasias e aumentando ainda mais o tesão feminino e em conjunto com seu parceiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *